Notícias  >  LER NOTÍCIA
Terça-Feira, 01 de Outubro de 2019

Skin.pt apadrinha Triumph TR3

 
 

Skin.pt, empresa sediada no Porto, “apadrinhou” o Triumph TR3 de 1958 da colecção permanente do Museu do Caramulo. O modelo da marca britânica marca assiduamente presença na Rampa Histórica Michelin, prova que integra o Caramulo Motorfestival, sempre conduzido por equipas femininas.
 
Este apoio será orientado para a conservação e manutenção do automóvel durante o período de um ano.
 
Sobre o Triumph TR3

 

A marca britânica Triumph Motor Company apareceu como construtor de automóveis pela primeira vez em 1923, em Coventry, Inglaterra, com um modelo familiar, sólido e moderno, inspirado nas produções americanas da época. No final da década de 20, a Triumph tentou expandir a sua gama, oferecendo o modelo SuperSeven, um carro de produção em massa, económico e popular. Porém, a concorrência de marcas como a Morris, Austin, Singer e Standard demonstrou ser forte demais para a marca, parca em recursos. Em 1945, a Triumph perdia a sua independência, sendo incorporada na Standard Motor Company.
 
Dez anos depois, entrou em comercialização o novo modelo TR3, com um motor de 95 CV e discos de travão da Girling no eixo dianteiro, tornando-se no primeiro carro inglês de produção em série a vir equipado desta forma, o que na altura constituiu um argumento de vendas.
 
O antiquado chassis separado em aço, de secção rectangular com reforços cruzados, não o impedia de ser um roadster bastante competente. Acusando menos de uma tonelada na balança e equipando suspensão independente nos dois eixos, o pequeno Triumph tirava todo o partido do seu potente motor de dois litros, que lhe permitia atingir uma velocidade máxima de 170 km/h, marca bastante respeitável para a época.
 

 
Em 1958 o TR3 sofreu uma modificação de estilo, passando a ter uma grelha dianteira a toda a dimensão da secção frontal do carro. Denominado TR3A, o modelo via a potência do motor ser aumentada para os 100 CV, melhorando as suas prestações, mas, principalmente, tornando-o mais fácil de utilizar.
 
O Triumph TR3 revela agressividade e prontidão em vários pormenores, que o distingue dos demais concorrentes. Desde as pequenas portas recortadas, como que convidando o seu condutor a deixar de lado a formalidade de as abrir para entrar, até à sua frente com a enorme boca, ávida por engolir todo o ar disponível de forma a deixar respirar o potente motor, preso debaixo do capot. Tudo parece gritar força. No interior, o mesmo olhar pelo detalhe, com os diversos mostradores espalhados pelo tablier, bem ao estilo inglês, o volante de grandes dimensões e os bancos pequenos e envolventes, tornam o pequeno Triumph um exemplar perfeito da sua década. Em 1962, os últimos TR3A eram expedidos, tendo no total sido vendidos 83.500 exemplares do roadster inglês, a maioria dos quais para o mercado dos Estados Unidos da América. Simplicidade, excelente comportamento dinâmico, mecânica robusta e carácter, marcaram definitivamente o TR3 como modelo, cuja aceitação foi tão grande que as suas vendas foram dez vezes superiores ao modelo que o antecedeu.
 
Este automóvel foi doado ao Museu do Caramulo por Inês Maria de Lurdes Soares da Rosa.
 
Sobre a Skin.pt


Skin.pt é uma loja online da área da cosmética e perfumaria, nasceu em 2012 e pertence à empresa 7Skin, sediada na cidade do Porto.

 
 
 

PARTILHAR