Notícias  >  LER NOTÍCIA
Terça-Feira, 26 de Novembro de 2019

Museu do Caramulo inaugura exposição "A Arte da Persuasão"

 
 

O Museu do Caramulo vai inaugurar no próximo fim-de-semana, dia 30 de Novembro, pelas 17h00, a exposição temporária “A Arte da Persuasão”, que irá contar com mais de 200 peças originais, como cartazes, panfletos ou filmes de vários países intervenientes na guerra como os E.U.A., Alemanha, Inglaterra, França, Itália, Japão ou a União Soviética.

 

A exposição “A Arte da Persuasão” pretende mostrar a propaganda sob o enquadramento de forma de arte que a mesma assumiu, cumprindo com o objectivo de qualquer outra obra de arte: provocar emoções nas pessoas e mudar o mundo.

 

O cartaz impresso foi a principal forma de propaganda, sobretudo pela facilidade de produção e de aplicação em qualquer local, permitindo que a mensagem estivesse sempre presente junto dos cidadãos, e apelando a que dessem, produzissem e se sacrificassem em prol do esforço de guerra. Os cartazes eram também a forma de propaganda mais democrática, chegando de forma igual a todo o tipo de pessoas. Estes cartazes são exemplo de que a guerra não aconteceu apenas nas frentes de batalha, mas que as populações das nações envolvidas foram mobilizadas num apoio activo para o esforço de guerra pelas imagens fortes dos cartazes.

 

Produzidos por ministérios e agências governamentais, organizações independentes (como a resistência) ou empresas privadas, este meio de comunicação transmitiu a sua mensagem combinando ilustrações com forte teor emocional com mensagens de texto fáceis de decorar. Se na 1ª Guerra Mundial os cartazes eram mais artísticos e mais sombrios, a propaganda da 2ª Segunda Guerra Mundial, principalmente a partir de 1943, passou a recorrer a mensagens de texto simples com imagens estilizadas feitas pela indústria publicitária para uma maior eficácia e compreensão.

 

Tal como as outras formas de propaganda utilizadas neste período, os cartazes inspiravam patriotismo e apelavam ao contributo a bem da causa nacional. Este contributo podia assumir diversas formas como o alistamento nas forças armadas, o racionamento de comida ou de outros bens essenciais, o esforço na produção da indústria da guerra, o cuidado com as conversas em locais públicos ou a compra de títulos de guerra.

 

A exposição “A Arte da Persuasão” estará patente no Museu do Caramulo até 29 de Março de 2020 e conta com o apoio da Câmara Municipal de Tondela, da Fidelidade, do Jornal dos Clássicos e do Banco BPI | Fundação la Caixa.

 
 
 

PARTILHAR